A CARREGAR

Escreva para Pesquisar

O que acontece num centro de tratamento para a depressão?

O que acontece num centro de tratamento para a depressão?

Avatar logo
Partilhar

Existe o mito de que basta força de vontade e motivação para controlar uma doença como a depressão. Mas um centro de tratamento para a depressão faz toda a diferença.

As pessoas, nas suas boas intenções, repetem à pessoa que esta tem que reagir, de se animar, de fazer e de acontecer. Porém, não conhecem a dimensão da impotência do depressivo para concretizar o que lhe pedem.

1. O que é a Depressão?

A depressão é uma perturbação mental muito comum. No entanto, por vezes, pode passar despercebida e não ser diagnosticada, o que se deve a duas razões principais:

  • A falta de reconhecimento da depressão como doença;
  • Os sintomas serem erroneamente atribuídos a outras causas, por exemplo doenças físicas, stress, entre outras.

A depressão provoca sentimentos de tristeza e/ou perda de interesse e prazer nas atividades lúdicas habituais e diminui de forma significativa a capacidade funcional da pessoa, quer a nível profissional, quer a nível social. Induz, assim, um sofrimento intenso, podendo conduzir, em última instância, ao suicídio.

Os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência, mas por vezes são causa da depressão. O stresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. A prevalência (número de casos numa população) da depressão é estimada em 19%, o que significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da sua vida.

2. TRATAMENTO NUM CENTRO DE TRATAMENTO PARA A DEPRESSÃO

Quando a pessoa decide ir para um centro de tratamento para a depressão, é geralmente porque já se apercebeu que essa força não existe ou que, por mais que se queira, parece não ser suficiente.

Neste sentido, o sofrimento revela-se demasiado grande e parece irreversível, e é a partir deste momento que o depressivo ou a sua família procuram ajuda especializada. Muitas vezes, esta alternativa aparece como o último recurso, já que nada parece ter sentido.

O internamento para a depressão dá ao paciente a oportunidade de aprender a exteriorizar os seus sentimentos e emoções, principalmente a raiva, que é uma das origens desta perturbação, mas também a culpa, vergonha, entre outras.

A reflexão sobre acontecimentos do seu passado, bem como do presente, permite que o paciente lhes atribua um significado, validando-o ou debatendo-o com a ajuda de profissionais.

Torna-se assim possível minimizar o seu impacto e dar lugar a outras emoções e pensamentos mais equilibrados, e conquistar a (auto)aceitação.

“Anónimo”

“Nasci numa família muito disfuncional. (…) Via a minha mãe a prostituir-se e a embebedar-se todos os dias e o meu padrasto batia-lhe a ela e a mim, dormi muitas noites ao relento…e fui violada por um familiar. (…) um dia foi-me dada a oportunidade de ser internada em VillaRamadas e foi aqui que eu me consegui desprender de todos os traumas de criança, livrei-me dos antidepressivos que tomava diariamente, foi aqui que comecei a conhecer-me melhor, comecei a gostar de mim, comecei a sentir vontade e alegria de viver, e sobretudo comecei a acreditar que era possível ser FELIZ.”

No internamento no centro de tratamento para a depressão, o paciente vai-se libertando da carga negativa através de terapias de grupo, de terapias individuais e também através da realização de vários trabalhos escritos que lhe são propostos, começando a ser conduzido para se centralizar não no seu problema, mas na solução do mesmo.

Por outro lado, e dado que se encontra a viver numa comunidade terapêutica – onde existem esta e outras adições – é “forçado” a dar-se também aos seus colegas, o que lhe permite alargar a sua forma de ver a realidade, e de relativizar as suas próprias adversidades.

Já imaginou como é um centro de tratamento para a depressão?  Veja em baixo algumas fotografias dos nossos centros VillaRamadas:

Centro de Tratamento Para a Depressao6
Centro de Tratamento Para a Depressao7
Centro de Tratamento Para a Depressao5
Centro de Tratamento Para a Depressao4
Centro de Tratamento Para a Depressao3
Centro de Tratamento Para a Depressao
Centro de Tratamento Para a Depressao 2

Além disto, esta dimensão grupal permite combater a sua solidão e fazê-lo sentir-se mais conectado com os outros – componente essencial para os seres sociais que são os humanos. O facto deste modo de intervenção se virar para fora de si, ajuda-o a redescobrir a liberdade e uma satisfação interior que alimenta a esperança de que é possível construir uma vida feliz.

Ao viver um dia de cada vez, o depressivo percebe que não tem de resolver todas as pendências agora, já, num único dia…, diminuindo a pressão que impõe sobre si mesmo, e deixando-o aproveitar a vida de forma mais espontânea. Aos poucos, começa a ser capaz de falar nos grupos de terapia e, assim, a ganhar autoconfiança e autoestima, que o permitem sentir-se bem consigo mesmo e com os outros.

Finalmente, é importante ressalvar que a sua experiência pode ainda ajudar outros que, como ele/a, se perdem no pesadelo que é a depressão.

RESUMO

O diagnóstico precoce da depressão e o seu tratamento adequado são determinantes para a recuperação desta perturbação mental.

A depressão não é, nem tem de ser, o destino de alguém, já que é possível agir sobre ele.

Fale já  connosco e fique a saber mais sobre as nossas metodologias e como temos a certeza que o conseguimos ajudar.

Tags:
Artigo Anterior
Próximo Artigo

Você também poderá gostar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Próximo